Garagem de São João

Pedro Seixo Rodrigues

Projecto: Alexandre Steinkitzer Bastos
Ano: 1949
Local: Largo de São João de Malta, União de Freguesias da Covilhã e Canhoso, Concelho da Covilhã

No local onde hoje está localizado o edifício da antiga Garagem de São João existiu entre 1875 e a década de 1930 (do século XX) um teatro, que mais tarde viria a ficar conhecido como “Teatro Velho”.
Entretanto a Câmara Municipal da Covilhã decide colocar à venda o imóvel em hasta pública, tendo como uma das condições de venda a obrigatoriedade de, naquele local, se construir uma nova casa de espectáculos.
No início da década de 1940 é adquirido o Teatro Velho através de uma sociedade constituída por Francisco da Silva Ranito, Eurico Jota Roseta e José Ranito Baltazar. Em 1944 dá entrada na Câmara Municipal um anteprojecto, assinado pelo engenheiro civil Luís Filipe Ranito Catalão, para o que seria o Cine-Teatro de São João. No ano seguinte era entregue o projecto definitivo, assinado pelo arquitecto Carlos Ramos.

 

Cine-Teatro de São João - capa do projecto (1944)

© Arquivo Municipal da Covilhã
Cine-Teatro de São João - capa do projecto (1944)

© Arquivo Municipal da Covilhã
Cine-Teatro de São João - planta de localização (1944)

© Arquivo Municipal da Covilhã
Cine-Teatro de São João - planta de localização (1944)

© Arquivo Municipal da Covilhã
Cine-Teatro de São João - alçado sudeste (1944)

© Arquivo Municipal da Covilhã
Cine-Teatro de São João - alçado sudeste (1944)

© Arquivo Municipal da Covilhã
Cine-Teatro de São João - maquete (1944)

© Revista Monumentos n.º 29, p. 132
Cine-Teatro de São João - maquete (1944)

© Revista Monumentos n.º 29, p. 132

 

 

Como na mesma altura estava em construção o novo edifício dos Paços do Concelho e Teatro-cine da Covilhã, da autoria dos arquitectos João António de Aguiar e Raul Rodrigues Lima respectivamente, os promotores do Cine-Teatro de São João abandonam o projecto, tendo decidido avançar para o mesmo local com a edificação de uma garagem para automóveis. Assim, em 1949, dá entrada na Câmara Municipal o projecto assinado por Alexandre Steinkitzer Bastos para construção de um edifício de 4 pisos destinado a garagem para automóveis. O piso -1 destinado a camionagem, o piso 0 com estação de serviço, stand de vendas e oficina de urgências, o piso 1 para recolha de veículos e o piso 2 para recolha e reparação de veículos.

 

Garagem de São João - planta de localização (1949)

© Arquivo Municipal da Covilhã
Garagem de São João - planta de localização (1949)

© Arquivo Municipal da Covilhã
Garagem de São João - planta do piso 0 (1949)

© Arquivo Municipal da Covilhã
Garagem de São João - planta do piso 0 (1949)

© Arquivo Municipal da Covilhã
Garagem de São João - alçado (1949)

© Arquivo Municipal da Covilhã
Garagem de São João - alçado (1949)

© Arquivo Municipal da Covilhã

 

 

A obra, que ficou concluída no início da década de 50, tem a particularidade de, na sua fachada de gaveto, ter representado o mapa da península ibérica, com as principais cidades e ligações entre elas. Após várias décadas em funcionamento a garagem acabou por encerrar levando à situação actual de abandono.

 

Garagem de São João – exterior (2006)

© Pedro Seixo Rodrigues
Garagem de São João – exterior (2006)

© Pedro Seixo Rodrigues
Garagem de São João – exterior, pormenor mapa Península Ibérica (2006)

© Pedro Seixo Rodrigues
Garagem de São João – exterior, pormenor mapa Península Ibérica (2006)

© Pedro Seixo Rodrigues

Garagem de São João – exterior, pormenor mapa Península Ibérica (2010)

© Pedro Seixo Rodrigues

Garagem de São João – exterior, pormenor mapa Península Ibérica (2010)

© Pedro Seixo Rodrigues

 

 

Desde então tem havido a intenção de reabilitar o imóvel, alterando a sua utilização de garagem para comércio, serviços e habitação. Em 2004 foi apresentado um anteprojecto da autoria do arquitecto Joaquim Adriano de Santa Rita Colaço Madeira e em 2006 deu entrada na Câmara Municipal um novo projecto realizado pelo atelier PAL – Planeamento e Arquitectura Lda. (arquitecto José António Bóia Paradela). Em ambas as propostas é visível a intenção de aumentar a altura do imóvel em mais 3 pisos. Tal propósito foi objecto de parecer por parte do arquitecto Nuno Teotónio Pereira, responsável pelo Plano de Pormenor de São João de Malta, onde refere que o edifício da antiga Garagem de São João não poderá aumentar mais do que 1 piso (recuado).
Apesar dos vários projectos apresentados, o imóvel continua ao abandono e por reabilitar, tendo sido colocado no mercado para venda em Setembro 2018. ◊

 

 

Garagem de São João – interior, rampa de acesso entre piso 0 e piso 1 (2014)

© Pedro Seixo Rodrigues
Garagem de São João – interior, rampa de acesso entre piso 0 e piso 1 (2014)

© Pedro Seixo Rodrigues
Garagem de São João – interior, rampa de acesso entre piso 1 e piso 2 (2014)

© Pedro Seixo Rodrigues
Garagem de São João – interior, rampa de acesso entre piso 1 e piso 2 (2014)

© Pedro Seixo Rodrigues
Garagem de São João – interior, piso 1 (2014)

© Pedro Seixo Rodrigues
Garagem de São João – interior, piso 1 (2014)

© Pedro Seixo Rodrigues
Garagem de São João – interior, piso 2 (2014)

© Pedro Seixo Rodrigues
Garagem de São João – interior, piso 2 (2014)

© Pedro Seixo Rodrigues
Garagem de São João – interior, pormenor do lavatório no piso 2 (2014)

© Pedro Seixo Rodrigues
Garagem de São João – interior, pormenor do lavatório no piso 2 (2014)

© Pedro Seixo Rodrigues
Anteprojecto de reabilitação da antiga Garagem de São João - simulação virtual (2004)
Arq. Joaquim Adriano de Santa Rita Colaço Madeira

© Arquivo Municipal da Covilhã
Anteprojecto de reabilitação da antiga Garagem de São João - simulação virtual (2004)
Arq. Joaquim Adriano de Santa Rita Colaço Madeira

© Arquivo Municipal da Covilhã
Projecto de reabilitação da antiga Garagem de São João – alçado (2006)
atelier PAL – Planeamento e Arquitectura Lda. (arquitecto José António Bóia Paradela)
© Arquivo Municipal da Covilhã
Projecto de reabilitação da antiga Garagem de São João – alçado (2006)
atelier PAL – Planeamento e Arquitectura Lda. (arquitecto José António Bóia Paradela)
© Arquivo Municipal da Covilhã
Projecto de reabilitação da antiga Garagem de São João - alçado (2006)
atelier PAL – Planeamento e Arquitectura Lda. (arquitecto José António Bóia Paradela)

© Arquivo Municipal da Covilhã
Projecto de reabilitação da antiga Garagem de São João - alçado (2006)
atelier PAL – Planeamento e Arquitectura Lda. (arquitecto José António Bóia Paradela)

© Arquivo Municipal da Covilhã
Projecto de reabilitação da antiga Garagem de São João - alçado (2006)
atelier PAL – Planeamento e Arquitectura Lda. (arquitecto José António Bóia Paradela)

© Arquivo Municipal da Covilhã
Projecto de reabilitação da antiga Garagem de São João - alçado (2006)
atelier PAL – Planeamento e Arquitectura Lda. (arquitecto José António Bóia Paradela)

© Arquivo Municipal da Covilhã
Projecto de reabilitação da antiga Garagem de São João – simulação virtual (2006)
atelier PAL – Planeamento e Arquitectura Lda. (arquitecto José António Bóia Paradela)
© Arquivo Municipal da Covilhã
Projecto de reabilitação da antiga Garagem de São João – simulação virtual (2006)
atelier PAL – Planeamento e Arquitectura Lda. (arquitecto José António Bóia Paradela)
© Arquivo Municipal da Covilhã

Edifício do Montepio Geral

Daniel Vale

Arquitecto: Alfredo Viana de Lima

Ano: 1963

Local: Bragança

© João M. Pereira

Os Pavilhões do Parque

João M. Pereira

Arquitecto: Rodrigo Maria Berquó

Ano: 1893

Local: Parque D. Carlos I, Caldas da Rainha

Estalagem da Serreta

Rita Borges

Arquitecto: João Correia Rebelo

Ano: 1969

Local: freguesia da Serreta, concelho de Angra do Heroísmo, Ilha Terceira, arquipélago dos Açores, Portugal

© Pedro Silva

Cine–Teatro e Salão de Festas Dr. Morgado

Pedro Manuel Silva

Arquitectos: Carlos Duarte e José Lamas

Design de Equipamento: Daciano da Costa

Ano: 1981 (projecto) 1983 (conclusão)

Local: Avenida dos Descobrimentos, Oliveira de Frades, Portugal

Edifícios Esquecidos no J—A

Esquecido é o espaço onde o J—A mostra edifícios que estão esquecidos, seja porque ficaram abandonados ou por estarem profundamente transformados.

Procuramos propostas para esta secção.

© Luca Martinucci

Radix

J—A

Arquitectos: Francisco e Manuel Aires Mateus

Ano: 2012

Local: Docas do Arsenale, Veneza, Itália

Legend

Lisboscópio / Albergue da Liberdade

J—A

Arquitecto: Pancho Guedes

Ano: 2008

Local: VLisboa, Torres Vedras

© Luís Torgal

Pavilhão de Portugal da Exposição Universal de Sevilha’92

J—A

Arquitectos: Manuel Graça Dias + Egas José Vieira

Ano: 1989 (concurso) 1992 (conclusão)

Local: Calle Isaac Newton, Isla de la Cartuxa, Sevilha, Espanha